Follow by Email

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

As soluções sem Pedro Rocha, Luan e Barrios - Análise do jogo Grêmio 5 x 0 Sport

E o primeiro teste sem Pedro Rocha foi realizado. Não só sem ele, mas também sem Luan e Barrios que estavam nas suas respectivas seleções. E o que podemos observar foi que a estrutura do time foi mantida:
1 - Arthur e Ramiro mantem suas posições onde mais rendem
2 - Fernandinho fez a função de Pedro Rocha
3 - Leo Moura fez o meio, no lugar de Luan
4 - Everton substituiu Barrios, como vem feito
Quando eu digo fazer a função, me refiro ao posicionamento, pois sabemos que as características são muito diferentes, principalmente de Leo Moura (mais toque de bola, menos movimentação) e Everton (sendo o "falso" 9 com movimentação que busca o jogo, menos finalizador e que não faz a parede). 

Posicionamento médio contra o Sport.

Com o modelo mantido, as caraterísticas pessoais fizeram as principais alterações na movimentação em campo. Fernandinho jogando mais próximo de Everton. Este por sua vez recompondo mais e assim fazendo as triangulações necessárias pelo meio. Leo Moura mais recuado, buscando a bola entre os volantes e sendo opção de passe com boa parceria com Ramiro, fazendo com que Edilson tivesse maior liberdade de atacar, fazendo um ótimo jogo. Óbvio que pelo fato de ser lateral direito Leo Moura cai mais por este lado, seja ofensivamente, como também defensivamente, mas mesmo assim fez o time rodar pelos lados, fazendo a bola rolar mais do que ele se movimentar (característica diferente de Luan, que conduz mais). Para compensar esse jogo pelas laterais, Everton recompôs mais pelo meio, voltando para buscar as jogadas e fazer as triangulações.

       
Mapa de calor de Fernandinho, ao que tudo indica o substituto de Pedro Rocha, Everton voltando pelo meio e Leo Moura caindo para os lados, em especial pela direita.

Foram 91% de passes certos, dos 553 realizados. Sem Luan, outros jogadores assumiram essa condição de passador, com destaque para Arthur. Ele que fez as maiores combinações, seja com Michel ou com Ramiro (que teve um jogo muito melhor comparado aos últimos) na fase defensiva, quanto com Leo Moura e os laterais na construção de jogadas. Como escrevi, Leo Moura se aproximou dos volantes para fazer a bola rodar. Consequentemente, Edilson também participou mais do jogo, fortalecendo o nosso lado direito, que sempre foi o mais forte, mas que tinha caído de produção no último mês. 

Maiores interações de passes no meio com os laterais.

Números de passes ao longo do jogo

Com isso quero mostrar que algumas potencialidades cresceram, e mesmo sem o devido entrosamento, conseguimos manter o padrão de jogo. Também observado no jogo e que podemos confirmar através dos números foram as nossas maiores interações de passes; Essas ocorreram no final dos dois tempos, e o que isso significa? Que o período em que tivemos parados após a semifinal da Copa do Brasil serviu para retomarmos a parte física.
No fim dos dois tempos, maior número de passes.

Modelo de jogo mantido, características pessoais que se complementaram, preparação física em dia, mas futebol se resolve com chances de gols e consequentemente os próprios gols. Foram 13 chances de gol, sendo 9 em direção a gol, o que é um aproveitamento ótimo! Outro ponto importante, que essas chances criadas foram a partir de diversas posições de campo, seja dentro da área, na meia lua, na área central do campo e algumas pela esquerda, aqui vemos a característica e a entrada de Fernandinha no jogo. São opções importantes para os próximos jogos, em especial contr o Botafogo, que tem como característica de jogo reativo, ou seja, fica na defesa, esperando o contra ataque.

O resumo de uma ótima partida através das chances de gol.

Com tudo isso, nada poderia ser diferente do que um legítimo golaço, na melhor característica do Grêmio. Foram 50 segundos de posse de bola, com 19 passes, 32 toques na bola, a participação de 10 jogadores (somente Grohe não participou da jogada). Abaixo o tweet que fiz, com o vídeo completo de todo gol.

Acredito que Renato terá a solução para substituir o Pedro Rocha, e Fernandinho ganhou vários pontos nesse jogo. O mais importante, e isso que faz o Grêmio forte, é a manutenção do estilo de jogo, independente do adversário, local e time que se joga.

Se gostou me segue no Twitter @mwgremio, está até rolando o sorteio do livro "Estrela Solitária - Um brasileiro chamado Garrincha". Uma obra prima do jornalista e escritor Ruy Castro que mistura futebol com a vida de um legítimo brasileiro...

https://twitter.com/mwgremio/status/905817969900576768

Nenhum comentário:

Postar um comentário