Follow by Email

sexta-feira, 7 de julho de 2017

A força defensiva tricolor - Análise do jogo contra Godoy Cruz

Muito falamos, e com justiça, de como o Grêmio é envolvente do meio para frente, com toques rápidos, troca e posse de bola, triangulações, jogo entre linhas, etc. Mas e a nossa defesa? Sim, temos dois monstros no miolo de zaga, que já podemos comparar com outras duplas históricas do Grêmio como De Leon e Baideck, Adilson e Rivarola, entre outros. Mas e coletivamente, como atuamos defensivamente? 
No jogo contra o Godoy Cruz tivemos um pouco dessa prova. Apesar de achar o time argentino fraco, as condições do jogo (chuva, campo embarrado, violência e catimba do adversário) equilibraram o jogo, e após definirmos o jogo com 44segundos de jogo (gol mais rápido da história dos mata-matas da e dessa edição da Libertadores), fizeram com que o Godoy Cruz tentasse nos encurralar, em espacial no segundo tempo, onde conseguiu ter mais posse de bola. E para analisar nosso sistema defensivo, temos que entender como o adversário jogou. E quem viu o jogo sabe que o jogo foi inclinado pela esquerda. Destaque para Garro, Gimenez (o melhor deles) e o centroavante Morro Garcia para fazer a parede.

                                                     
Godoy Cruz e seu mapa de calor, mostrando como o time joga somente pela esquerda.

                 
 Triangulações, construções e desenvolvimento do jogo pelo lado esquerdo, com os principais jogadores jogando pela aquele lado. Vejam como é "pobre" a atuação de Gonzalez e Abecasis pela direita.

Para combatermos essa lateralidade, obviamente tivemos que fechar mais esse lado. Como sabemos, ali atuam Geromel, Edilson, Ramiro e Arthur. Os três tiverem que atuar mais defensivamente, em especial Arthur, que no seu posicionamento médio teve que ficar mais recuado que Michel, que normalmente fica mais. E aqui eu vejo um ponto de correção do Grêmio. Quando Michel está mais recuado, Arthur é o jogador responsável pela segunda bola. Vi em alguns momentos nesse último jogo que perdíamos essa jogada, por vezes por Michel naturalmente também recuar, por outras vezes pela alta quantidade de jogadores do Godoy Cruz pela esquerda e a falta de recomposição por esse lado. Nada de se alarmar, mas é um ponto que observei.

Arthur mais recuado que Michel, Ramiro mais próximo e recuado do que Pedro Rocha.

Marcamos com duas linhas de 4, onde Luan e Barrios fazem a pressão da saída de bola. Por vezes Luan também recua fazendo uma linha de 5 pelo meio e Pedro Rocha (esquerda) e Ramiro (direita) recompõe para auxiliar laterais. Na minha opinião essa recomposição é o principal movimento tático do time. São dois jogadores que fazem o chamado "box-to-box" ou se preferirem vão de uma área a outra. A partir desse movimento, marcamos de uma forma compacta, onde preenchemos todos os espaços defensivamente, fruto de muito treino, organização e obediência tática. Através disso, quem possui a bola por parte do adversário, sempre se sentirá pressionado.


 Imagens que demonstram a obediência defensiva do Grêmio, retiradas do twitter @taticamentefalando


Consequencia disso mostramos como apesar de termos um jogo totalmente pressionado pelo lado direito, nos saímos muito bem. Destaque para a atuação de Edilson e Ramiro, que podemos ver pela troca de passes que foram os que mais executaram. Ambos trocaram 22 passes entre um e outro, maior número da equipe, junto com Luan, que sempre é o jogador que troca mais passes. Aqui novamente falo que Luan é um jogador muito inteligente. É o desafogo do time independentemente do lado do campo.

Interação de passes do Grêmio contra Godoy Cruz.

 Mas gostaria de ressaltar um pouco do Geromel. Não que seja preciso, mas nas redes sociais fiz uma pesquisa do melhor em campo e fui questionado porque coloquei Geromel e não Kannemann (que também foi ótimo). Mas no momento do jogo vi Geromel mais participativo, melhor posicionado, mais seguro. O próprio lado do jogo que falamos acima favoreceu isso. Recorri aos números que mostram que Geromel teve o maior número de rebatidas do time, um absurdo. Quanto aos desarmes, me surpreendi positivamente com nossos laterais, onde Cortez foi bem defensivamente, assim como já falado do Edilson.

Geromito. Sem mais.

Nossos laterais muito bem defensivamente.

Claro que todos torcedores tem esse reconhecimento do Geromel. Mais e quando um jogador capitão da base, que já está no grupo de transição mostra esse respeito ao Geromel e o que tem como referência? Acho que estamos no caminho certo. Sorte ao Lucas Rex em sua carreira tomara que nos dê várias alegrias, e forme mais uma dupla de zaga histórica.


Comenta aí, ou então me segue no Twitter @mwgremio para mais informações!



Nenhum comentário:

Postar um comentário