Follow by Email

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Retranca, sem problemas, também ganhamos!

          O Grêmio enfrentou seu maior desafio dos últimos jogos. Encarou um Vasco fechado, que saia muito bem no contra ataque. Os times jogaram “espelhados”, ou seja, com a mesma formação no  4 2 3 1. Porém enquanto tínhamos Luan como o meia central, o Vasco tinha o bom volante Douglas. O time de Milton Mendes realizou a pressão na saída de bola, com os dois jogadores mais abertos, Matheus Vital e Manga Escobar acompanhando os laterais, o atacante Kelvin acompanhava Michel e Douglas marcava a nosso principal jogador para a saída de bola, Arthur. Com isso, Renato liberou um dos zagueiros, mais Kannemann, para tentarmos sair da retranca do Vasco.

















Grêmio e Vasco espelhados, diferença do jogador central do da linha de 3 do meio.


Quando conseguíamos sair com a bola, o Vasco recuava Wellington para linha de defesa, jogando no 5 4 1. Esse movimento lembra do Novo Hamburgo nas partidas contra a dupla Grenal, onde o volante Amaral fazia esse movimento, como podemos ver abaixo, onde as duas linhas estava muito bem compactadas:











                               
                                        






O gol de pênalti, do artilheiro do Grêmio na temporada, Barrios, com 12 gols, fez com que Milton Mendes colocasse o centroavante Thales no jogo. Porém o estilo não mudou muito, com uma marcação atrás da linha da bola, não deixando nossos volantes jogarem. 







O penalti do alívio inicial...











Entrou em jogo a qualidade do nosso lado direito, com Leo Moura, Arthur, Ramiro, com Michel em uma ponta e Luan na outra sempre participando das jogadas. Dessa vez ao contrário dos últimos jogos, o Grêmio não foi equilibrado em suas laterais, pois tivemos que jogar com qualidade, além de que Manga Escobar, depois Kelvin no segundo tempo e Gilberto jogaram em cima de Cortez, Michel e Pedro Rocha.



Gráficos mostram como os jogadores do lado direito do campo trocaram mais a bola e ficara mais com ela





Mais uma vez, é importante salientar a presença de Arthur, sendo o jogador mais procurado para o jogo. A interação e sincronia estão ótimas como Ramiro, além da movimentação e triangulação com Leo Moura, Michel e Luan.  Ao todo no jogo mantemos a regularidade de passes com 498, sendo incríveis 92% certos, construindo assim nosso modelo de jogo de POSSE DE BOLA.









A troca de passes do Grêmio contra o Vasco, a busca pelo lado direito, a interação de Arthur Ramiro, com Michel, Leo Moura e Luan como membros das triangulações.












Não podemos deixar de destacar Michel. Alto número de acertos de passes (62 certos e só 3 errados), e 7 desarmes. Jogou muito bem, protegeu a zaga e deu opção para jogar. Foi o dono do meio campo.






Michel evoluindo a cada jogo












Se gostou me segue no @mwgremio que lá tem mais informações!
Contribuiram para esse post os amigos do Bloco 103 da Arena, Matheus Schadeck (@schadeck10), Mateus Hennemann (@teushennemann) e Alexandre Aguiar (@alexaguiarpoa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário